Os pijamas mais confortáveis para os dias frios

Conheça a história desta peça de roupa e descubra algumas sugestões de pijamas das nossas lojas para vestir no Natal.

Com o inverno e o Natal a chegarem a passos largos, não há melhor programa para as tardes de fim de semana do que ver um filme ou ler um livro aconchegado debaixo de uma manta. E se o puder fazer com pijamas quentinhos e confortáveis, tanto melhor!

Mas sabe como é que surgiram os pijamas? Até à Idade Média, esta peça de vestuário não existia: as pessoas dormiam nuas ou com a roupa do dia a dia. Foi só no século XVI que os hábitos começaram a mudar, quando homens e mulheres passaram a usar um conjunto de camisa e touca para dormir.

Os pijamas, tal como os conhecemos hoje, apareceram na Europa entre o final do século XVII e o início do século XVIII, inspirados nas roupas orientais. Mas a moda não teve a adesão esperada e rapidamente desapareceu, para voltar a ressurgir na era Vitoriana (1837-1901). Nesta época, por influência das roupas usadas em países de religião Hindu, os pijamas começaram a ser adotados, espalhando-se pelo mundo.

No final do século XIX, com o avanço das técnicas de costura e da indústria têxtil, os estilistas e as empresas passaram a influenciar os costumes das pessoas e, durante a primeira metade do século XX, apareceram os primeiros pijamas feitos em flanela e seda e os modelos estampados.

As típicas camisas de dormir foram postas de lado, primeiro, pelos homens, a partir da década de 1870. Vinte anos mais tarde, o conjunto de camisola e calças passou a ser o padrão, mas só depois de 1930 é que os pijamas passariam a ser considerados essenciais.

Se está a precisar de renovar os seus pijamas (e quer estrear algo novo no Natal), nós damos-lhe uma ajuda. Passamos pela Ela Lingerie, Women’Secret, OyshoIntimissimi e Tezenis do nosso Centro e escolhemos alguns dos nossos favoritos. Descubra-os na galeria.

pijamas
pijamas
pijamas
pijamas
pijamas

*Os produtos aqui apresentados não dispensam a consulta de preços e disponibilidade no nosso Centro.

Publicação
22 de Novembro de 2021
Partilhar