Aiaimatilde, uma verdadeira empreendedora

A marca de produtos personalizáveis, ideais para oferecer a pessoas especiais, foi criada em 2006 pela mão da então universitária Matilde Martins. Começou por ser uma loja online, mas hoje ocupa dois espaços físicos abertos ao público graças ao concurso Rising Store. Uma história de sucesso que tem mesmo de conhecer.

Formada em Design de Comunicação, Matilde Martins criou uma boneca na disciplina de ilustração, que batizou de Matilde, longe de imaginar que esta viria a ser, mais tarde, a sua grande companheira de negócio. E o começo deu-se de forma tímida: “Comecei por fazer produtos com base nesta personagem e a vendê-los no meu blogue. Mas as pessoas gostaram e decidi criar uma marca própria.”

A primeira peça da aiaimatilde foram as pregadeiras, mas hoje a marca desdobra-se em joias, artigos de papelaria e têxtil para um público maioritariamente feminino, mas com uma faixa etária alargada: das crianças aos avós. Há também inúmeros produtos personalizáveis e cheios de significado, ideais para oferecer a pessoas especiais em qualquer altura do ano, já que a marca lança novidades com frequência, em vez de se cingir às tradicionais duas coleções por ano.

No início, e durante uma década, todos os negócios da aiaimailde aconteciam em formato online. Um cenário que mudou quando Matilde Martins decidiu candidatar-se ao concurso Rising Store – uma aposta da Sonae Sierra em pessoas e projetos empreendedores.

Apesar do entusiasmo, as dúvidas eram muitas e talvez por isso tenha esperado até ao último dia para arriscar e enviar a sua candidatura. Mas ainda bem que o fez. “Soube do concurso numa visita ao ArrábidaShopping. Vi por lá uns cartazes e inscrevi-me no último dia, mesmo nos últimos minutos. Na altura, achava que não tinha ainda capacidade para passar para um shopping, éramos apenas duas pessoas a trabalhar… Mas, mesmo com alguns medos, acabei por enviar a minha candidatura.”

A ideia destacou-se pela originalidade, aplicabilidade e potencial, acabando por se sagrar um dos projetos vencedores da primeira edição do concurso. Os prémios? Orientação para desenvolver um plano de negócio e ainda uma loja sem custos durante seis meses num shopping da Sonae Sierra. 

Deu início ao período de renda gratuita em novembro de 2016, com uma loja no GaiaShopping, e depois de o terminar decidiu manter o espaço, já que a experiência se havia revelado extremamente positiva. Aliás, o sucesso foi tanto que, além de ficar em Gaia, Matilde Martins decidiu abrir um quiosque no Centro Colombo, em Lisboa, que inaugurou em junho deste ano. “Nunca teria ido para o Colombo se não tivesse tido a experiência do GaiaShopping, que correu mesmo muito bem”.

Apesar das dúvidas e receios iniciais, Matilde Martins encontrou na iniciativa Rising Store uma oportunidade única para fazer crescer a sua ideia e o seu negócio. “Muitas coisas mudaram neste ano e meio. Mais pessoas passaram a conhecer a marca, as encomendas aumentaram bastante e de duas pessoas passámos para uma equipa de 11.” Factores que permitiram agilizar a produção e crescer enquanto marca. Afinal, as oportunidades certas, nos momentos certos, são a fórmula para o sucesso: “Esta oportunidade mostrou-me que não é preciso ser uma marca grande para estar num grande shopping. Participar no Rising Store foi um empurrão muito importante.”

Categorias
Cultura
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço