Defenda-se do frio com estes remédios naturais

Fique a conhecer uma série de truques para prevenir ou curar as maleitas típicas do outono e do inverno.

São remédios, dicas e sugestões para um outono e inverno mais tranquilos e com menos atchins. Leia os dez pontos, adopte os que lhe fizerem sentido e observe os resultados no seu corpo ao longo dos próximos meses!

1. Mãos ao alto

Um dos passos mais essenciais para não contrair doenças virais é – isso mesmo – manter as mãos ao alto: principalmente em locais públicos, evitar tocar em corrimãos,  balcões, botões de elevador, etc. Não podendo evitar este contacto, opte por tocar o menor número de vezes possível com as mãos no rosto e, claro, por lavar as mãos sempre que tiver oportunidade. 

2. E: pois é!

A vitamina E é altamente antioxidante. Encontra-a em grandes quantidades em alimentos como nozes, amêndoas, avelãs ou óleos vegetais, por isso não poupe no seu consumo!

Frutos secos mix, 1,60€ no Celeiro
Frutos secos mix, 1,60€ no Celeiro

 

3. Nariz Entupido

O primeiro passo para evitar ter o nariz entupido é limpá-lo bem. Da mesma forma que lavamos as mãos e os dentes diariamente, devemos usar soluções salinas de manhã e à noite para limpar as fossas nasais e prevenir constipações.

4. Especialíssimas especiarias

Há uma série de especiarias que têm propriedades anti-inflamatórias muito valiosas. Use e abuse do alecrim, do açafrão, da curcumina, da canela e do alho.

Açafrão filamentos biológico, 8,10€ no Celeiro
Açafrão filamentos biológico, 8,10€ no Celeiro

 

5. Boa pinga

Para evitar a do nariz, deve evitar a do copo. Que é como quem diz: as bebidas alcoólicas podem saber bem durante o inverno, mas são contraproducentes. O consumo de álcool provoca a vasodilatação, que acelera a perda de calor e o arrefecimento do corpo. Ainda assim, se beber, opte por um bom vinho tinto e beba-o com moderação.

6. Termogénicos

O palavrão atribui-se a substâncias que agilizam o metabolismo e que, por isso mesmo, melhoram a circulação e nos aquecem o corpo. Exemplos disso são a pimenta, o pimentão, o gengibre, a mostarda e o chá verde.

7. Alhos e bugalhos

O alho é um alimento altamente anti-inflamatório. Deve ser usado a partir dos primeiros sintomas de gripe, constipação ou dor. Pode ser tomado em jejum um pequeno dente de alho com água, como se de um comprimido se tratasse, ou pode ser tomado em xarope. Para fazer xarope, basta juntar 150ml de água com 200g de açúcar e deixar ferver até formar uma mistura homogénea; depois acrescentam-se lentamente os 80 gramas de alho (duas cabeças, aproximadamente) e deixa-se ferver durante mais dez minutos; deixa-se arrefecer e guarda-se num recipiente de vidro.

8. Que mel

Sentir uma constipação a chegar e nem a deixar entrar? Isso sim, é um mel! Quanto sentir os primeiros sintomas, ainda bem leves, comece a tomar chá com mel. Recomendamos o chá de casca de limão com uma ou duas colheres de mel. No caso de sentir dores de garganta, pode acrescentar gengibre à infusão. E, claro, opte por mel biológico de qualidade – nunca mais vai querer outro!

 

9. C… claro!

Os benefícios do consumo de vitamina C (principalmente) durante os meses mais frios estão longe de ser segredo. Mas continuamos a associar esta vitamina maioritariamente aos citrinos, quando na verdade está também presente na couve-flor, na manga, no kiwi, nos pimentos vermelhos e verdes, nos brócolos e nas couves. Opções não faltam!

10. Xarope 2.0

O xarope de cenoura é uma das mezinhas caseiras mais conhecidas. Todos o tomámos (pelo menos) durante a infância e todos o damos aos nossos miúdos, cada vez que a tosse aperta. Recomendamos apenas uma versão ligeiramente diferente e bem mais saudável do que aquela que tipicamente usamos: sem açúcar. Coloque as rodelas de cenoura numa tigela e junte-lhe uma colher de mel com umas poucas gotas de limão. O sabor é mais agradável e os resultados muito satisfatórios!

Categorias
Vida Saudável
Partilhar