Saiba como aproveitar ao máximo o fim dos saldos

Nesta que é uma excelente altura para investimentos inteligentes, siga o conselho de quem melhor sabe.

Embora as coleções de Primavera já ocupem a montra de grande parte das lojas (e muito bem!), ainda há peças de saldos que resistem nas lojas, à espera daqueles clientes que não perdem a oportunidade de aproveitar os preços reduzidos que surgem em etiquetas de inúmeras peças que se irá certamente usar nos próximos dias, já que o frio teima em não ir.

Esta é uma das melhores épocas para comprar básicos ou peças tendências que vão apimentar o seu guarda-roupa

É verdade, nesta altura é comum nos debatermos com pouca quantidade e um reduzido número de tamanhos, mas esta não deixa de ser “uma das melhores épocas para uma de duas apostas, ou mesmo as duas: comprar básicos que estão em falta no guarda-roupa ou peças tendências que vão apimentar o mesmo”, refere Raquel Guimarães, diretora da Fashion School do Porto.

E para evitar compras precipitadas, há dicas que deve seguir na hora de ir aos saldos. É a stylist Raquel Guimarães quem nos dá estas dicas, e algumas começam ainda antes de sair de casa:

1. Estipule um orçamento inicial de forma ponderada

Não vale a pena focar-se apenas naquilo que não pode ter. O conselho de Raquel Guimarães é “o de distribuir percentagens para os itens em que pretende investir”, por exemplo 30% para sapatos, 20% para básicos. Assim não se vai perder e irá para casa com compras acertadas.

2. Confira o seu tipo de corpo e suas proporções

Nem todas as peças servem para todos os corpos. Perca algum tempo a confirmar o tipo de corte que mais lhe favorece. De outro modo, como poderá saber que tipo de peças procurar nas lojas?

3. Faça uma análise ponderada e racional ao seu guarda-roupa

O objetivo é fazer um balanço do que tem (e que lhe serve), o que lhe falta e o que já não está em condições. Sobre este ponto, Raquel Guimarães alerta para que o faça numa altura em que esteja relaxada e com predisposição para este tipo de exercício, que começa por ter à mão uma lista das peças básicas em que deve apostar.

Casaco preto ou bege, calças, blusas e saias pretas, jeans de lavagem escura, cardigan, blazer, trench coat, T-shirt, stiletos pretos e carteiras intemporais são as peças que Raquel Guimarães aponta como os básicos.

Destas, aponte o que tem em falta e, mediante o orçamento que tenha disponível, pense nas peças tendências que mais marcaram a estação e mais se enquadrem no seu estilo, tipo de corpo e tom de pele. Feita a pesquisa, aponte o seu top cinco e tenha-o em conta na hora das compras.

De peças tendências, a stylist aponta algumas como os bombers, blusão de pele, peças com rendas e de seda, jeans de cintura subida com flores e mais abertas na boca da calça, blusas com folhos e riscas, peças em nobuck (tipo de couro), sapatos com tacão baixo, quadrado de metal ou transparente.

4. Faça uma prévia pesquisa online

Não substitui o experimentar a peça nem conhecer o tecido ao vivo, mas dá-lhe uma ideia sobre o que há no mercado e onde estão as peças mais indicadas para o seu corpo. Com este exercício, está a poupar algum tempo, evitando que desista a meio da sua missão de encontrar certas peças.

5. Fotografe-se com cada peça

Já no shopping, experimente as peças de que gosta e fotografe-se a si mesma. Repita-o com toda as peças e escolha a sua favorita. Perca algum tempo à procura da peça ideal e, “em caso de indecisão, envie a foto a uma amiga que considere ter sentido estético”, aconselha a stylist.

6. Saiba que cores e peças vão marcar a próxima estação

“Por vezes, esta é a altura ideal para comprar a pensar já na próxima estação”, refere Raquel Guimarães, que acrescenta que “a maioria das peças são, neste momento, transversais a todas as estações não. Porque não comprar já o bomber jacket rosa quartzo com inspiração oriental?”

7. Tenha em conta o seu tamanho

Não compre tamanhos abaixo na esperança de que um dia lhe vão servir, nem números acima, para levar para apertar. “Se não for direta à costureira depois de comprar, há uma grande probabilidade de a peça ir morar para o fundo do seu guarda roupa durante meses”, o que choca com um armário organizado que prime a fácil escolha do outfit todas as manhãs.

8. Aposte no oversized

Uma coisa são peças um ou dois números acima, outra são peças assumidamente XL. Como refere Raquel Guimarães, “se for adepta do oversized, está é a época ideal para aproveitar todos os tamanhos grandes” que ficam para o fim dos saldos. A época é também uma oportunidade para as grávidas: “há tamanhos oversized que vão dar um up ao look de mamã, com os folhos nas mangas no fundo da peça”, salienta.

9. Procure qualidade e não quantidade

Aquela camisa a 5,99€ está a chamar-lhe, mas será que é uma peça que lhe faz falta no armário? Não se deixe levar pelo impulso e tenha em conta as dicas anteriores, evitando um mau investimento. Esta é realmente uma boa altura para compras, só tem de saber procurar.

Faça investimentos inteligentes, “sobretudo em peças-chave como casacos e carteiras. Se o orçamento não esticar para comprar ambas, opte por apenas um destes itens e guarde a outra compra para outra altura financeiramente mais propícia”, explica Raquel Guimarães.

Categorias
Moda
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço