Saiba quando estreiam os filmes nomeados para os Óscares

“La La Land – Melodia do Amor” estreou esta semana, mas a maior parte dos nomeados só chega a Portugal em fevereiro.

A tão aguardada lista de nomeados aos Óscares já foi divulgada e não contrariou as expectativas. “La La Land” lidera entre os grandes preferidos, com 14 nomeações –a tentar bater o record estabelecido por “Eva” (“All about Eve”, 1950) e “Titanic” (1997), com 13 (arrecadou 6 estatuetas) e 14 nomeações (venceu 11), respetivamente.

“Moonlight” e “Arrival” são seguidos por outras oito nomeações cada um. Há ainda “Moonlight”, a história de um jovem negro em Miami, e “Vedações”, uma adaptação da obra clássica de August Wilson sobre a vida negra na década de 1950, que atraem nomeações.

A famosa cerimónia que já vai na 89ª edição, terá lugar no Dolby Theatre, em Hollywood, nos Estados Unidos, será apresentada por Jimmy Kimmel.

Conheça aqui todos os nomeados na categoria de Melhor Filme e saiba quando vê-los ou onde, no caso dos filmes que já estrearam:

La La Land – Melodia do Amor, de Damien Chazelle

A história centra-se no par a aspirante a atriz Mia (Emma Stone) e o pianista de jazz Sebastian (Ryan Gosling), que se conhecem e se apaixonam perdidamente e instantaneamente. No entanto, esse amor passa por várias provações e o casal tenta funcionar enquanto cada um deles luta pelos seus sonhos artísticos.

O elenco integra ainda J. K. Simmons, John Legend, Finn Wittrock, Callie Hernandez, Rosemarie DeWitt e Meagen Fay.

O filme recebeu o prémio da Critics’ Choice Movie Award na categoria de Melhor Filme. Recebeu ainda diversas nomeações para os Globos de Ouro, nas categorias de Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Ator para Gosling, Melhor Atriz para Stone, Melhor Argumento e Melhor Banda Sonora. Tem estreia marcada para esta quinta-feira, dia 26 de janeiro.

Moonlight, de Barry Jenkins

Este é um filme independente que já tem feito furor no perímetro dos festivais de cinema. “Moonlight” é sobre a jornada de Chiron, um jovem negro, nos Estados Unidos. A história divide-se em três atos que acompanham o seu crescimento: criança, adolescente e adulto.

Em criança, Chiron vive um conflito interno enquanto tenta entender sua própria identidade e sexualidade, sofrendo bullying na escola. Durante a adolescência é atormentado pela própria dúvida sobre si mesmo. E acaba por se tornar num adulto frio e fechado.

A produção conduzida por Barry Jenkins demorou oito anos a ser realizada e há quem diga que talvez consiga romper o padrão de produções similares (como Boyhood, de Richard Linklater), tornando-se em algo singular. No elenco destacam-se Trevante Rhodes, Ashton Sanders, Alex Hibbert, ndré Holland, Jharrel Jerome, Jaden Piner, Janelle Monáe, Naomie Harris, Mahershala Ali e Patrick Decile.

O filme estreia dia 2 de fevereiro.

O Primeiro Encontro, de Denis Villeneuve

“O Primeiro Encontro” não é apenas um filme sobre extraterrestres. É baseado em ciência.

A narrativa gira em torno de uma equipa de elite – liderada pela especialista em linguística Louise Banks (Amy Adams) –, que se reúne para tentar perceber o que fazer e como comunicar com uma série de misteriosas naves espaciais que aterram em vários pontos do globo.

Nos principais papéis estão Amy Adams, Jeremy Renner, Forest Whitaker, Michael Stuhlbarg, Mark O’Brien e Tzi Ma.

O filme estreou nas salas de cinema e já saiu de cartaz. Resta agora esperar por um eventual regresso ao grande ecrã.

Vedações, de Denzel Washington

A história está centrada em Troy (Denzel Washington), um pai afro-americano e na sua luta contra as relações raciais nos Estados Unidos durante a tentativa de criar a sua família em 1950. Troy é um ex-jogador de beisebol que trabalha na recolha de lixo para sobreviver, vivendo ao mesmo tempo um complicado relacionamento com a esposa Rose (Viola Davis), o filho e os amigos.

Esta é a terceira longa-metragem realizada por Denzel Washington e tem o argumento escrito por August Wilson, baseado na peça de teatro encenada pela primeira vez em 1985.

Para além de Denzel Washington e Viola Davis nos principais papéis, conta com Jovan Adepo, Russell Hornsby e Mykelti Williamson, e tem estreia prevista para dia 9 de fevereiro.

Hell or High Water – Custe o Que Custar, de David Mackenzie

“Hell or High Water” conta a história de dois irmãos texanos, Toby (Chris Pine) e Tanner (Ben Foster), um ex-condenado e um pai divorciado com dois filhos, que estão a perder a quinta da família. Desesperados, começam a dedicar-se a assaltar agências do banco que ameaça penhorar as terras da família. Mas, Marcus Hamilton, um ranger à beira da reforma, começa a persegui-los por todo o território norte-americano.

O filme conta com Chris Pine, Jeff Bridges, Ben Foster, Katy Mixon, Dale Dickey, Kevin Rankin, Gil Birmingham, Marin Ireland, Melanie Papalia, Lora Martinez-Cunningham, Alma Sisneros e Debrianna Mansini.

Estreou no final de 2016 e não se sabe ainda se regressará aos cinemas.

Manchester à beira-mar, de Kenneth Lonergan

A história gira em torno de Lee Chandler (Casey Affleck), um homem regressa à sua cidade natal depois de descobrir que seu irmão faleceu e o designou como tutor do filho. Aos poucos,
vê-se forçado a tornar-se um pai para o sobrinho que ficou órfão e a envolver-se na resolução de segredos trágicos do seu passado. É um drama emotivo, que trata de sacrifício e da esperança no ser humano.

A obra já recebeu distinções na 82ª edição do Círculo de Críticos de Filmes de Nova Iorque, onde Casey Affleck recebeu o prémio de Melhor Ator pelo seu papel e apontado como um dos favoritos ao Óscar. O elenco integra ainda Michelle Williams, Kyle Chandler e Lucas Hedges.

O filme estreou este mês e está em cartaz nos cinemas.

Lion – A Longa Estrada Para Casa, de Garth Davis

Com apenas cinco anos, o pequeno indiano Saroo perde-se num comboio que o afasta de casa e da família. Sobrevive por milagre pelas ruas e termina num orfanato, onde acaba por ser adotado por um casal australiano. Passados 25 anos de se ter perdido nas ruas de Calcutá, o jovem procura saber o paradeiro da sua família biológica.

Realizado pelo reconhecido diretor de comerciais e documentários, Garth Davis (Top of the Lake) e argumento de Luke Davies (Candy), o filme conta com as interpretações de Dev Patel, Rooney Mara, Nicole Kidman, Nawazuddin Siddiqui, Tannishtha Chatterjee, David Wenham e Pallavi Sharda.

O herói de Hacksaw Ridge, de Mel Gibson

“O herói de Hacksaw Ridge” conta a história verídica de Desmond Doss que, em Okinawa (no Japão), durante a II Guerra Mundial, salvou vários homens recusando-se a usar a arma e a matar outros.

Desmond Doss (Andrew Garfield) é um médico do exército que está na frente de combate durante a II Guerra Mundial e consegue salvar 75 pessoas sem disparar uma única arma. Sozinho, quando todos aguardam pelo nascer do dia, ele salva vários homens abandonados à morte em território inimigo. Doss foi o único soldado norte-americano que lutou na frente de batalha sem estar armado, por acreditar que matar não se justificava. Devido à sua valentia, torna-se no primeiro objetor de consciência a ser condecorado com a Medalha de Honra do Congresso Americano.

A realização de Mel Gibson recebeu ovações em Veneza, durante mais de 10 minutos. O elenco conta, para além de Andrew Garfield, com nomes tão sonantes como Hugo Weaving, Sam Worthington, Vince Vaughn e Rachel Griffiths.

Elementos Secretos, de Theodore Melfi

A história passa-se em plena guerra espacial entre os EUA e a Rússia, para colocarem um homem no espaço. Katherine Johnson, Dorothy Vaughn e Mary Jackson são três mulheres negras brilhantes que trabalham para a NASA e são os cérebros por detrás do lançamento do astronauta John Glenn para a órbita. Conhecidas como “computadores humanos”, tiveram a tarefa de calcular o momento decisivo do lançamento.

O filme é com Taraji P. Henson, Octavia Spencer, Janelle Monáe, Kevin Costner e Kirsten Dunst.

O filme estreia dia 2 de fevereiro.

Publicação
26 de Janeiro de 2017
Categorias
Cultura
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço