Tudo o que tem de saber antes de arrancar a nova temporada de “Guerra dos Tronos”

A sexta temporada da série da HBO estreia a 24 de abril nos EUA. Spoiler alert: nós vamos revelar alguns segredos da história.

Vários teasers e imagens exclusivas da nova temporada de “Guerra dos Tronos” têm sido libertados aos poucos pela HBO. Quem acompanhou as cinco temporadas anteriores, sabe que alguns dos acontecimentos não seguiram o rumo dos livros escritos por George R.R. Martin. Ainda assim, a produção da estação norte-americana é um fenómeno mundial e já venceu vários prémios, como o Emmy para Melhor Série Dramática em 2015. A sexta temporada arranca a 24 de abril nos Estados Unidos.

As cenas que fecharam os últimos episódios resumem-se ao assassinato surpreendente do epopeico Jon Snow (Kit Harington). O filho bastardo da família Stark foi esfaqueado vezes sem conta pelos seus colegas da Patrulha da Noite e deixado a morrer na neve gelada. Por outro lado, Stannis Baratheon (Stephen Dillane) descobriu que o facto de ter mandado matar a sua filha Shireen (Kerry Ingram) fora em vão. Ele acabou por ser abandonado por metade das tropas e pela bruxa Melisandre (Carice van Houten). Em Dorne, a princesa Myrcella (Nell Tiger Free) foi alvo de uma ação lenta de vingança impiedosa, deixando o seu tio/pai Jamie Lannister (Nikolaj Coster Waldau) com o seu corpo nos braços, enquanto Cersei (Lena Headey) sofria a humilhação do século, jurando desforra.

E com o ataque de Bolton ao exército de Stannis, Sansa (Sophie Turner) aproveitou o momento para fugir. Correu para a torre em ruínas e, de acordo com as instruções do Brienne (Gwendoline Christie), colocou uma vela na janela — gesto que assinalava a necessidade de resgate urgente. Arya Stark decidiu escolher vingança e utilizando a magia misteriosa da Casa Preta e Branca, disfarçou-se de uma das crianças solicitadas por Meryn Trant (Ian Beattie) num bordel e esfaqueou-o nos olhos. Arya teve a sua vingança, mas teve de pagar por isso. De volta a casa, Jaqen confrontou-a para lhe dizer que tirara a vida de Trant demasiado cedo e agora “só a morte paga pela vida”.

Em Essos, Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) viu-se no meio de uma embrulhada: o seu dragão Drogon não quis levá-la de volta para Meeren, após salvá-la e a rainha teve de ficar sozinha, mas não por muito tempo, já que foi cercada por vários homens a cavalo. De todos os finais, este foi o que deixou mais incertezas e espectadores em taquicardia. A partir daqui, o mistério mais velado gira em torno de Jon Snow. Afinal, ele morreu ou não morreu?

O trailer de um minuto e 41 segundos começa com plano aéreo que avança e termina sobre o corpo imóvel e ensanguentado da figura interpretada por Kit Harington. Uma voz murmura: “He’s gone” (Foi-se). No entanto, numa das últimas cenas do trailer musicado com “Wicked Games”, na voz de James Vicent McMorrow, percebe-se que Davos (Liam Cunningham) surge com uma espada ao lado do corpo recuperado de Snow, onde o seu lobo Fantasma se alinha em jeito de guarda. Mas, se ele morreu, o corpo deveria ser queimado para ele não voltar como um caminhante branco em vez de ter sido abandonado à sua sorte, certo? A primeira pista poderá ter sido deixada aqui. Ou não. Talvez permaneça um corpo gélido.

Se ele morreu, o corpo deveria ser queimado para ele não voltar como um caminhante branco em vez de ter sido abandonado à sua sorte, certo?

Do seu lado, o casal de irmãos Lannister começa a preparar a próxima vingança. Cersei aparece a dizer “escolho a violência”. Clássico. É uma personagem implacável. Até aqui, nada de novo. Acrescenta-se que Gregor Clegane (papel agora desempenhado por Hafþór Júlíus Björnsson e que já foi de Conan Stevens e Ian Whyte) deverá ser um peão importante nesta retaliação, surgindo de armadura erguida e com o seu ar tipicamente truculento. Recorde-se que um dos instantes que fecharam a quinta temporada foi a caminhada de “vergonha” da mãe do monarca regente de Porto Real.

Noutro momento do trailer, segue-se a voz de Melisandre, que revela que a grande vitória que viu nas chamas era “uma mentira”. Já a venérea mãe dos dragões, Daenerys Targaryen, surge ironicamente como prisoneira do seu próprio povo, os Dothraki. O plano picado que termina sobre ela mostra-a a olhar para cima, como se esperasse algum tipo de salvação. Rápidas sequências sobre Tyrion (Peter Dinklage) e Ser Jorah (Iain Glen) fazem prever que eles que terão um papel importante na sua libertação. A posição de Sansa Stark é também incerta. Num momento mostra-se como uma mulher forte, resolvida e confortavelmente alojada numa casa fidalgal; noutro, está em fuga, ferida e frágil. A irmã Arya Stark (Maisie Williams) é outra personagem instável. A atriz divulgou recentemente, em entrevista, que a sua personagem passa um mau bocado e que se se abrirá ao seu lado negro.

O canal HBO divulgou ainda um conjunto de novos posters com as personagens para a sexta temporada de “Guerra dos Tronos”, baseado no trailer “Hall of Faces”. Um dos rostos que aparece é o de Catelyn Stark (interpretada por Michelle Fairley), morta na terceira temporada, num episódio que ficou conhecido como o “casamento vermelho”. Será apenas uma homenagem ou a matriarca dos Stark vai mesmo voltar?

Sim, já sabemos, mal pode esperar pelo início desta nova temporada. Terá mesmo de esperar, mas pode sempre rever as temporadas anteriores. Se vir dois episódios por dia estará a chegar ao final da quinta temporada mesmo a tempo do início da sexta. A Fnac tem um pack com todas as temporadas por 119,99€.

Categorias
Cultura
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço