Turismo sustentável: 3 dicas para viajar de forma mais amiga do ambiente

Estamos na altura das férias e, se está a pensar viajar, damos-lhes algumas sugestões para o fazer da forma mais sustentável possível.

Todos nós gostamos de ir de férias, mas muitas vezes não pensamos nas consequências que as nossas viagens podem trazer para o ambiente. Por isso é que, cada vez mais, devemos apostar no turismo sustentável.

Escolher destinos mais ecológicos e dar preferência ao ecoturismo, apostar em alojamento sustentável ou praticar o slow travel são apenas algumas das atitudes que pode tomar para promover o ambiente e a sustentabilidade nas suas férias.

Evite viagens de avião

Cada um de nós, quando viaja de avião, é responsável por toneladas de emissões de carbono – sim, leu bem: toneladas. Se multiplicarmos isso por todos os passageiros de um voo, o impacto para o meio ambiente é tremendo. Assim, é preferível optar por destinos onde possa chegar através de outros meios de transporte.

Caso isso não seja possível e tenha mesmo de viajar de avião, há algumas dicas essenciais a seguir: por exemplo, opte por reservar voos nos aviões mais recentes, já que estes utilizam menos combustível e são mais eficientes. Se conseguir, prefira os voos diretos em vez dos voos com escala e escolha viajar em classe económica, uma vez que o espaço extra por assento na classe executiva e na primeira classe significa mais carbono emitido por passageiro.

Pense duas vezes antes de fazer as malas

Quantas vezes é que já lhe aconteceu, ao fazer as malas, pensar “vou levar isto porque pode dar jeito” e depois acabar por não utilizar metade do que levou para as férias? Pois é, já todos passamos por isso e, parecendo que não, a bagagem tem, literalmente, um peso bastante significativo na sustentabilidade: quanto mais pesada fôr a sua mala, maior será o combustível gasto e, consequentemente, a pegada de carbono. E isto é válido para qualquer meio de transporte.

De forma a levar a bagagem o mais leve possível e a contribuir com mais um pequeno passo para o turismo sustentável, deixamos-lhe algumas dicas (e, acredite, vai-nos agradecer quando tiver de carregar as malas para todo o lado). Antes de tudo, planeie exatamente o que vai precisar de levar: será que precisa mesmo de três pares de jeans, cinco pares de sapatos e 10 t-shirts para uma semana de férias? Opte por criar conjuntos de roupa para cada dia e, assim, será muito mais fácil manter-se dentro dos limites do razoável. Quanto aos produtos de higiene pessoal, opte pelos frascos de viagem, que ocupam muito menos espaço, ou não os leve de todo: todos os hotéis têm champô, gel de banho e outros itens disponíveis para os hóspedes. E já que estamos nesse tópico, veja também de que comodidades é que o alojamento dispõe: por exemplo, poderá não ser necessário levar secador de cabelo, toalhas de praia e outros artigos.

Escolha um hotel sustentável

Apesar de o transporte ser responsável pela maior fatia de emissões de carbono no setor do turismo, o alojamento vem logo atrás, representando 20% das emissões de CO2. Assim, o local que escolhemos para passar uns dias pode fazer toda a diferença.

Se, por um lado, os hotéis boutique e os resorts de luxo desperdiçarão, provavelmente, mais energia e alimentos, por outro, os edifícios mais antigos são muito menos eficientes, apresentando uma pegada de carbono maior. Mas existem alguns parâmetros que pode seguir na hora de reservar um hotel para se certificar que faz a escolha certa: verifique o tipo de combustível utilizado (fóssil ou energias renováveis), como é feito o aquecimento do espaço, qual o tipo de iluminação que utilizam (LED ou lâmpadas convencionais) e as instalações sanitárias (se têm chuveiro ou banheira).

Se preferir – e esta será a melhor opção – procure hotéis no setor do ecoturismo que, provavelmente, terão as melhores práticas de turismo sustentável.

Categorias
Sustentabilidade
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço